Postagens

Mostrando postagens de 2013

A Capital das Ruas Enfeitadas!

Com muita satisfação abro espaço mas uma vez em meu blog para divulgar um evento de grande qualidade, tenho grande admiração pela organização e trabalho que unifica uma Aldeia em sua mais completa realização.

As reuniões já se iniciaram, a comunidade se organiza para traduzir em flores, Pereiro de Mação. A Capital das Ruas Enfeitadas se encontra em contagem regressiva para receber seus mas ilustres visitantes, mostrando o que de melhor tem para oferecer.
Flores...muitas flores acompanhado de muitas alegrias, elas são capazes de traduzir tamanha gratidão por um trabalho social extraordinário.

Salve Pereiro de Marção! 
Realização: 26 a 31 de agosto de 2014
Aldeia de Pereiro de Marção / Portugal
Quem estiver por lá não percam!


Peter Burke no Brasil.

O historiador inglês Peter Burke é o próximo convidado do Colégio Brasileiro de Altos Estudos da UFRJ. No dia 7 de outubro, às 17h, ele fará a conferência "Exilados e Expatriados na História do Conhecimento". Peter Burke é professor emérito da Universidade de Cambridge, especialista em História Moderna e em temas da atualidade, como a História Social e Cultural da Mídia e do Conhecimento. Seus livros mais conhecidos entre os brasileiros são “A Escola dos Annales” (1990), “A Escrita da História” (1991), “A Fabricação do Rei: a Construção da Imagem Pública de Luís XIV” (1994), “Uma História Social do Conhecimento: de Gutenberg a Diderot” (2000), “O que é História Cultural” (2005) e “Uma História Social da Mídia: de Gutenberg a Internet” (2006).
Sobre o autor Atualmente, Peter Burke é professor emérito da Universidade de Cambridge. Especialista em História Moderna tornou-se referência na área por elaborar teorias ousadas que evolvem cultura, sociedade, mídia e produção de conhecim…

Iluminismo: causas e características

Imagem
Voltaire - Rousseau - Montesquieu


1.1. Iluminismo O iluminismo é um movimento cultural ocorrido nos séculos XVII e XVIII tendo como principal característica uma confiança ilimitada na razão humana como instrumento capaz de alcançar a verdade. Nesse período, a Europa estava sob o reinado do Racionalismo acompanhado da crescente ascensão da burguesia e os desenvolvimentos das ciências, principalmente a química, física e a matemática. O Iluminismo vai pressupor algo que está escuro e necessita ser iluminado. Para os iluministas o homem se ilumina com o conhecimento científico. O escuro é a ignorância e a luz é a do conhecimento. O bem é a ciência e o mal a ignorância. Por isso, faça o bem, isto é busque conhecimento e se entregue as ciências, evitando o mal, a ignorância. Há um desprezo pelos conhecimentos fora do campo cientifico. O cristianismo é visto como um mito, arcaico, desprezível. Somente a razão oferece um conhecimento seguro da realidade, isto faz a ciência ser venerada, semelhante…

Arte e Romantismo na Revolução Industrial

Imagem
Aquilo que determina o florescimento ou a decadência das artes, em qualquer época, é ainda um facto muito obscuro. Contudo, não resta dúvida de que, entre 1789 e 1848, a resposta tem de se ir buscar ao impacto da dupla revolução. Se uma só frase enganadora resumisse as relações do artista e da sociedade neste período, poderíamos dizer que a Revolução Francesa inspirou o artista pelo seu exemplo, a Revolução Industrial pelo seu horror e a sociedade burguesa, que emergiu de ambas, transformou a sua própria existência e modos de criação.

Durante este período, é um facto indesmentível que os artistas eram directamente inspirados pelas questões públicas e que nelas se deixavam envolver. (…)

O elo entre as questões públicas e as artes é particularmente forte nos países em que se desenvolvia uma consciência nacional, ou em que se geravam movimentos de libertação ou de unificação nacional. Não é por mero acaso que o ressurgimento ou o dealbar das culturas eruditas nacionais da Alemanha, da Rúss…

PEREIRO DE MARÇÃO-CAPITAL DAS RUAS ENFEITADAS

Estar começar a grande festa das ruas enfeitadas de Pereiro, do 21 a 25 de agosto próximo, considero uma das mais belas festa de rua, por seu colorido que atrai milhares de pessoas ao evento.
Sua principal função...além de festejar a Padroeira Nossa Senhora da Saúde, é também colorir as ruas de flores deixando a aldeia com um estado de espirito contagiante pala alegria de seu povo.
Este ano eles tem mais um motivo pra comemorar, o governo português reconheceu e aprovou a marca como: PEREIRO DE MARÇÃO-CAPITAL DAS RUAS ENFEITADAS, a Aldeia mais florida de Portugal!

Parabéns aos amigos de Pereiro, pela alegria, pela beleza e muito sucesso!

Ano que vem farei o possível pra comemorar com vocês.





História Contemporâneo

                                Conforme o presente que vive os historiadores, são as perguntas que eles fazem ao passado e diferente são as projeções de interesses, perspectivas e valores que eles lançam no passado. Eis porque a história é constantemente reescrita. Como diz o historiador Francês Braudel: " A História é filha de seu tempo" ( Borges. 1994, p.52).

A partir da citação anterior se pode dizer que é preciso conhecer o valor e o significado desses valores que o passado mostra para o então presente em questão, o mais próximo que este pareça. Mas a ligação da "história" com o futuro se parece à atribuição geral, tranquilizadora de um futuro a chegar, encontrar, repercutindo especulações tendenciosas do falar nele próprio, o futuro sutil.

A maneira de diagnosticar o presente ajudará a delinear as ações futuras. Esclarecendo os "como" e os "porquês" resultantes das ações humanas. A noção deste real, vinculado ao da realidade histórica procur…

Nosso patrimônio...

Imagem
A tendência natural do homem é olhar com desprezo as construções antigas, vendo-as como bens ultrapassados e desatualizados, os quais devem ser demolidos e ceder lugar a edificações mais modernas e arrojadas, mais úteis ao desenvolvimento da cidade. Esse tipo de pensamento impacta frontalmente a ideia de preservação, de valorização do patrimônio como herança histórico a ser preservada. O cuidado com os bens patrimoniais visa resguardar a memória, dando importância ao contexto e às relações sociais existentes em qualquer ambiente. Não é possível preservar a memória de um povo sem, ao mesmo tempo, preservar os espaços por ele utilizados e as manifestações quotidianas de seu viver.

A noção de patrimônio histórico, como salienta Maria Célia Paoli, 9 deveria evocar as dimensões múltiplas da cultura como imagens de um passado vivo: acontecimentos e coisa que merecem ser mantidos ma memória e preservados porque são coletivamente significativos em sua diversidade; porém o que ocorre, como obse…

Educação Patrimonial

Existem muitas definições de cultura. Uma das mas conhecidas e comuns é a que apresenta a cultura como sinônimo de erudição e refinamento. Ser uma pessoa culta é falar várias línguas, entender e apreciar as belas artes e acumular saber e erudição.

A Cultura se identifica nos produtos materiais e nas formas em que cada povo os usa, nos costumes, nas tradições, nas crenças, na organização social, nas manifestações artísticas, nos processos históricos e nas tecnológicas.

Reconhecer que todos os povos produzem cultura, que cada um tem uma forma diferente de se expressar e que todos os povos e suas culturas não são iguais, significa aceitar a diversidade cultural.
O Brasil é um país pluricultural, eu seja, se caracteriza pela diversidade cultural de suas regiões. São essas particularidades culturais que cada região possui que enriquecem e permitem o desenvolvimento cultural do país.
São essas características  regionais que contribuem para a formação da identidade do cidadão brasileiro, na medi…

ESTILO VITORIANO - 1870 À 1901

Confrontado com  os séculos anteriores, o século XIX inglês foi, de facto, o palco de uma imensa diversidade cultural , que em muito se deve à dimensão quase universalista do Império Britânico no tempo de Victoria, aliada ao entendimento que sucessivas gerações de intelectuiais, Artistas e Políticos vieram a refletir não só o passado, mas também da sua contemporaneidade . Fatores históricos e ideológicos provenientes do romantismo assimilaram-se ao crescente impulso positivista que marcou a metodologia e a delimitação das diferenças áreas do saber ao longo de todo o século, permitindo não só o surgimento de novas disciplinas, mas a reformulação de tradicionais campos epistemológico. O historicismo facultou  um conhecimento mais consciente das épocas e lugares remotos da História e da antropologia cultural, uma vez que fazia quetão de ancorar-se no estudo concreto de fontes e outros mate-riais ditos "objectivos".
Os avanços da arqueologia, da linguística histórica e da filolog…

ART NOUVEAU

Imagem
Da cadeira Thonet de 1856 em diante, o processo de renovação dos objetos utilitários e decorativos se transformou com enorme rapidez e diversidade. A sociedade burguesa industrial criou uma identidade para o seu contorno - o " Art Nouveau" A Arte Nouveau surge do nome da loja em Paris que vendia objetos neste estilo - foi rapidamente transformado em estilo internacional - na Inglaterra era identificado por Moderno Style, na Itália, Estilo Floreale  e na Alemanha Jungendstill. No Brasil foi divulgado pelo Liceu de Artes e Ofícios e pelo pioneiro do design no pais Eliseu Visconti.  Caracterizado entre 1890 à 1914, foi uma corrente associada pela pintura e sim de tornar mais agradáveis os objetos industrializados usados na decoração e não se limitou as Artes Plásticas. Willian Morris, arquiteto e sociólogo, influenciado pelas ideias de "John Ruskin - 1819 - 1900 - que defendia a liberdade criativa para as artes" lidera o movimento Arts & Crafts assumindo que era impo…

Raça e Progresso - Franz Boas

   Franz Boas   





Um dos fundadores da antropologia moderna, Franz Boas em seu texto "Raça e Progresso", proferido em uma conferência em Pasadena, em 1931, aborda a temática da eugenia e da mistura dos "tipos raciais", assunto de extrema relevância para sua época devido ao contexto histórico da ascenção do Nazismo. A contribuição metológica de Boas para a antropologia moderna foi primeiro a crítica ao "método comparativo" evolucionista, apontando para riqueza da diversidade cultural existente e para a limitação de se enxergar a história dos povos como um programa fixo, linear e unidericional. Para o antropólogo alemão cada cultura deveria ser vista como única e no seu particular. Outra contribuição de Boas foi a crítica ao determinismo biológico e as idéias de eugenia proferida na palestra de 1931 em Pasadena. Nessa palestra mostra o quão falho eram os aspectos "científicos" que legitimavam para os intelectuais de sua época as diferenças raciais: …

Antropologia e diversidade cultural

A cultura é uma preocupação contemporânea bem atual.
Entender os caminhos que conduziram os grupos humanos, suas  relações presentes e suas perspectivas do futuro. O desenvolvimento da humanidade está marcada por contatos e transformações pelas quais ela passa e os conflitos entre modos diferentes de organizar a vida social, de se apropriar dos recursos naturais e transformá-los, de conceber a realidade e expressá-la. A história registra com abundância transformações por que passam as culturas, seja movidas por sua forças internas, seja em consequências desses contratos e conflitos, mas frequentemente por ambos os motivos.
Segundo o autor Santos (1993) para discutirmos "cultura" temos sempre em  mente a humanidade em toda a sua riqueza e multicidade de formas de existência. São complexasas realidades dos agrupamentos humanos e as características que os unem e diferenciam, e a cultura as expressa.
Cultura diz respeito à humanidade como todo e ao mesmo tempo a cada um dos povos e…

Falando de Arte...

Parodiando tautologicamente Marx poderíamos dizer que a história da humanidade é a história da arte. Desde os tempos mais remotos o homem fez-se entender através de sinais artísticos, como rabiscos, sinais, símbolos, desenhos e outros. No chamado período pré-histórico do paleolítico e do neolítico o homem expressava seu desejo e sua intenção nas rochas e cavernas com pinturas de animais que pretendia caçar, além de pessoas ou tribos rivais de seu contexto, comunicava-se também por meio de suas esculturas em madeira, osso e pedra. Esse acervo, inclusive, permite à ciência atual em realizar estudos sobre a antiguidade de nossos mais longínquos ancestrais.




Conceituando Arte de forma genérica podemos dizer que é uma criação humana que designa valores estéticos, tais como beleza, equilíbrio, harmonia, revolta, tristeza, e uma imensa gama de outras representações que sintetizam suas emoções, sua história, seus sentimentos e a sua cultura. Com efeito, arte é um conjunto de proc…