O PAI DO RENASCIMENTO - GIORGIO VASARI












Natural de Arezzo, Giorgio Vasari (1511-1574) conjugava as habilidades de arquiteto e pintor ao projetar imponentes edificações e decorar os interiores com afrescos. Seus legados mais notáveis são a Galeria Uffizi e o Palazzo Vecchio, ambos em Florença. Ganhou notoriedade também como crítico e por ser o primeiro historiador da arte de que se tem notícia. Foi ele quem lançou, em 1550, o pioneiro livro do gênero, As Vidas dos Mais Conhecidos Pintores, Escultores e Arquitetos — De Cimabue até Nossos Dias. Era um catálogo com biografias de artistas que atuaram nos séculos anteriores, como Giovanni Cimabue (1240-1303) e Giotto di Bondone (1266-1337), e também de Michelangelo (1475-1564) e Rafael Sanzio (1483-1520). Muitos atribuem a ele a conceituação desse período como "Rinascita", o que lhe valeu o título de Pai do Renascimento. Um pouco dessa rica trajetória e produção poderá ser conhecido por meio dos 200 desenhos, gravuras e livros raros integrantes da mostra Giorgio Vasari: a Invenção do Artista Moderno.



Renascimento é o nome que se dá a um grande movimento de mudanças culturais, que atingiu as camadas urbanas da Europa Ocidental entre os séculos XIV e XVI, caracterizado pela retomada dos valores da cultura greco-romana, ou seja, da cultura clássica. Esse momento é considerado como um importante período de transição envolvendo as estruturas feudo capitalistas.
As bases desse movimento eram proporcionadas por uma corrente filosófica reinante, o humanismo, que descartava a escolástica medieval, até então predominante, e propunha o retorno às virtudes da antiguidade. Platão, Aristóteles, Virgílio, Sêneca e outros autores greco-romanos começam a ser traduzidos e rapidamente difundidos.
O movimento renascentista envolveu uma nova sociedade e, portanto novas relações sociais em seu cotidiano. A vida urbana passou a implicar um novo comportamento, pois o trabalho, a diversão, o tipo de moradia, os encontros nas ruas, implicavam por si só um novo comportamento dos homens. Isso significa que o Renascimento não foi um movimento de alguns artistas, mas uma nova concepção de vida adotada por uma parcela da sociedade, e que será exaltada e difundida nas obras de arte.

 FONTE : Bibliografia de Giorgio Vasari

Comentários

  1. obrigado me ajudou muito no meu DV de KSA

    ResponderExcluir
  2. Que bom, fico feliz e se tiver sugestão também aceito.

    ResponderExcluir
  3. #obrigada #me #ajudou #na #liçao

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. obrigado vc tirei muitos pontos nessa liçao

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Iluminismo: causas e características

Raça e Progresso - Franz Boas

Arte e Romantismo na Revolução Industrial