RECOMENDO PRA QUEM AINDA NÃO LEU.


Ninguém em sã consciência iria jamais imaginar que dois livros de história do Brasil e de Portugal, escritos por um jornalista paranaense, iriam se tornar fenômenos literários sem paralelo na história editorial dos dois países.

Laurentino Gomes conseguiu transformar o livro “1808” (sobre o antes, durante e depois da mudança da família real portuguesa para o Brasil), e sua sequência “1822” (sobre como o Brasil de Dom Pedro I se tornou independente, e aos trancos e barrancos, se “encontrou” como nação), em dois estouros de vendas, tanto no Brasil quanto em Portugal.

O grande charme do livro é contar a história dentro da técnica jornalística, o que faz com que a leitura se torne atraente e intensa, como um filme que “passa” em sua imaginação.

Para quem busca compreender o Brasil de agora, no Brasil de quase 200 anos atrás, ambos os livros fornecem todas as pistas para entender mitos e fantasias a respeito de nossa saga tupiniquim, nosso brilho e nossa tragédia, tudo como num fabuloso samba-enredo com final feliz. Pelo menos a gente torce que sim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Iluminismo: causas e características

Raça e Progresso - Franz Boas

Arte e Romantismo na Revolução Industrial