quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

A ARTE RUPESTRE


aaabbSerra da Capivar
ursão do

 A discursão do valor como " arte" dos registros rupestres pré-históricos tem sido objeto de polêmicas entre arqueólogos e historiadores de arte. A base reside na de respostas diferentes às mensagens que as pinturas e gravuras rupestres propocionam. O arqueólogo não poderá ignorar os registros rupestres na sua dimensão  estética, considerando-se a habilidade manual e o poder da abstração e de invenção que levaram o homem a usar recursos técnicos e operativos nas representações pretóricas pré-históricas.


Serra da Capivara

Mas para o arqueólogo, o registro rupestre é sobretudo, parte do contexto arqueologico ao qual se intrega como forma de identificar o grupo étnico que realizara.
O termo "registro rupestre", dfinição que tenta substituir entre os arqueólogos a consagrada expressão " arte rupestre",  pretende liberar da conotação puramente estética algo que, seguramente, é a primeira manifestação artística do homem, ao menos em grandes áreas gográficas onde a arte móvel em pedras e osso não aperece anteriormente às gravuras e pinturas rupestres.


Arte rupestre


Dificilmente, em áreas arqueólogicas onde se concentra uma cuantidade siginificativa de sítios rupestres, deixará de existir abundantes indícios da cultura material dos grupos étnicos responsáveis pela execução de tais registros e somente a identificação e as escavações arqueólogica poderão fornecer as informações culturais necessárias para completar o quadro de ocupação pré-histórica e o enclave arqueólogico escolhido para a pesquisa.


Carnaúba dos Dantas - RN

Fonte de pesquisa:
ABAR - Associação Brasileira de Arte Rupestre

Nenhum comentário:

Postar um comentário